Alergia a cães e gatos: o que causa e como evitar

Anúncios

Existem pessoas com alergia a alguns alimentos específicos, perfumes, cosméticos, remédios, poeira, produtos de limpeza, entre outros. Mas muita gente não sabe que existem pessoas que têm alergia a cães e gatos. Esse tipo de alergia é mais comum do que imaginamos e pode gerar uma série de desconfortos e prejuízos à saúde de quem convive com esses animais. No post de hoje nós vamos saber mais informações sobre a alergia a cães e gatos, entender como ela acontece e de que forma podemos evitar ou minimizar os processos alérgicos. Primeiramente, precisamos compreender que as alergias são reações do sistema imunológico, ou seja, do nosso sistema de defesa. Essas reações são causadas por determinadas substâncias — chamados de alérgenos — que, ao entrarem em contato com o organismo, podem desencadear os processos alérgicos, gerando inúmeros sintomas desagradáveis. No caso da alergia a cães e gatos, o que desencadeia a reação não são os animais, mas as substâncias encontradas na saliva, na urina e na descamação da pele dos bichos de estimação. Essas substâncias são liberadas no ar e se depositam no ambiente doméstico. Por isso não importa se o pet tem pelo longo ou curto — se você tem alergia a essas substâncias a quantidade de pelos pode não fazer tanta diferença. Outro fator relevante é que essas substâncias servem de alimento para os ácaros que vivem nos ambientes. Isso que dizer que quanto mais alimento tem para o ácaro, mais eles crescem e se reproduzem. Dessa forma, quem tem esse tipo de alergia deve ficar atento aos cuidados com a higiene do seu animal e com a limpeza da casa.  Os principais sintomas da alergia a cães e gatos: 

  • Olhos vermelhos;
  • Lacrimação;
  • Coceira nos olhos e no nariz;
  • Coriza persistente;
  • Espirros;
  • Urticárias;
  • Problemas respiratórios;
  • Em alguns casos específicos, é possível haver, também, o agravamento de doenças respiratórias crônicas.

 Saiba como evitar a alergia: Quem sofre desse problema não pode descuidar da limpeza da casa. É preciso limpar todos os cômodos com frequência, usando aspirador de pó e um pano úmido. Os cuidados devem ser redobrados com cortinas, sofás e tapetes. Dê uma atenção especial aos ambientes em que seu bicho de estimação mais gosta de ficar — esses locais devem ser limpos diariamente. O recomendável é que os cães e gatos não frequentem os quartos, mas sabemos que muita gente dorme com seus pets. Então, troque regularmente as roupas de cama e mantenha o animal sempre limpo. Os banhos, no geral, devem ser dados 1 vez por semana ou de 15 em 15 dias. Nesse caso, o veterinário poderá orientar o que for mais adequado. Procure manter a casa sempre arejada. Por isso, deixe as janelas e cortinas abertas. Se onde você mora bate sol, melhor ainda! Outro fator de bastante relevância: toda vez que for pegar o animal no colo, para fazer carinho ou brincar, é indicado que se lave bem as mãos depois. Dessa forma, nós minimizamos o contato com as substâncias que provocam a alergia. Busque ajuda médica! O especialista mais indicado para cuidar desse tipo de problema é o médico que tem área de atuação em alergologia. A alergia não tem cura, mas pode ser controlada e existe tratamento para minimizar os sintomas. Geralmente, ao procurar o médico especialista, são realizados exames laboratoriais e testes alérgicos, para saber em detalhes quais são os alérgenos específicos que provocam essas reações. Sendo assim, você não precisa desistir de ter um pet se tiver alergia a cães e gatos. Como vimos no post, existe tratamento especializado e, com certos cuidados, a gente pode reduzir esse tipo de reação alérgica. Não deixe de procurar um especialista — porque ele é o profissional mais capacitado para indicar o tratamento mais adequado! Saiba que você não precisa continuar sofrendo com alergias, marque uma consulta com um médico que tem área de atuação em alergologia. e tenha mais qualidade de vida!

Qualquer dúvida estarei a disposição! Grande abraço!

Médico veterinário Patrick Batista

 

Veja abaixo como os nossos e-books de alimentação natural podem te ajudar a ter um Shih-Tzu mais saudável e feliz!

Não esqueça de seguir as nossas redes sociais abaixo ou se cadastrar no blog para receber mais dicas!

Anúncios

3 comentários em “Alergia a cães e gatos: o que causa e como evitar

  1. Olá Ivanna!!!Tenho um Shitzu de 13 meses e ultimamente ele tem coçado bastante o olhinho!!!Será algum problema? Antes ele coçava demais o ouvidinho,comprei um remedinho para pingar e melhorou,mas agora de vez em quando pego ele coçando o olho com a patinha!!!Me ajude!!!!

    Curtir

    1. Olá Juscelino boa noite, você corta os pelos do focinho e bigodes do seu cachorro? Às vezes pode ser o pelo que está crescendo mais grosso e está incomodando ele. Pode ser Também que ele tenha alguma alergia, e bom observar isso. Em cães de pelagem longa às vezes pode acontecer que tem algum tipo de alergia e por isso se coçam. O estresse e a ansiedade também fazem com que eles fiquem se coçando, por isso é importante que ele faça algum exercício como caminhar, correr e etc.. De qualquer maneira é sempre bom visitar o médico veterinário para que ele possa ver e avaliar certinho. Espero ter ajudado!

      Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s