Gastrite em cães: Causas, sintomas, diagnostico, tratamento e prevenção

Anúncios

Gastrite consiste na inflamação da mucosa gástrica e pode ser aguda (repentina e de curta duração) ou crônica (de desenvolvimento lento e persistente). Em qualquer um dos casos, esta doença não costuma ser falta para os cachorros quando se segue o tratamento adequado.

Sintomas da gastrite canina: Os principais sintomas da gastrite em cachorros compreendem os vômitos e a dor abdominal, mas também podem aparecer outros sinais da doença. Os sintomas mais comuns desta doença em cães são:

*Vômitos severos e persistentes na gastrite crônica. Podem ter bile (amarelo), sangue fresco (vermelho escuro) ou sangue digerido (apresenta grãos escuros como sementes de café).
*Vômitos repentinos e frequentes na gastrite aguda. Também podem ter bile, sangue fresco ou sangue digerido.
*Vômitos com espuma branca – quando o animal já não tem nada no estômago
*Dor abdominal que pode ir desde leve até intensa.
*Perda de apetite.
*Perda de peso.
*Diarreia.
*Desidratação.
*Fraqueza.
*Letargia.
*Presença de sangue nas fezes.
*Mucosas pálidas devido à perda de sangue.
*Mucosas amarelas devido à ingestão de toxinas.
*Baba.

Causas e fatores de risco: 
A gastrite aguda está quase sempre associada com a ingestão de substâncias prejudiciais para o cachorro. Pode acontecer porque o cachorro come alimentos em estado de decomposição, ingere substâncias tóxicas (venenos, medicamentos para humanos, etc), ingere comida em excesso, come fezes de outros animais ou come substâncias não digeríveis (plásticos, tecidos, brinquedos, etc).

Também acontece por parasitas internos, infecção bacteriana ou viral ou, por doenças de outros órgãos como os rins e o fígado.
Se não se tratar adequadamente, a forma aguda da doença pode desenvolver para gastrite crônica.

Esta última é causada pelo dano a longo prazo da mucosa gástrica e a flora bacteriana do aparelho digestivo. Algumas coisas ingeridas pelo cachorro e que não são digeríveis podem permanecer no estômago sem atravessar todo o aparelho digestivo, causando irritação e inflamação. É o caso dos plásticos, pedaços de tapetes, papel, brinquedos de borracha e outros elementos que são ingeridos com frequência pelos cachorros.

Outras causas da gastrite canina crônica são as doenças. Infecções bacterianas, infecções virais, cinomose, parvovirose, câncer, problemas renais, doenças hepáticas e alergias alimentares podem provocar gastrite em cachorros. Os químicos persistentes no ambiente, como os fertilizantes e pesticidas, também podem causar esta forma da doença.

A gastrite afeta os cachorros independente da raça ou sexo, mas existe um fator de risco no comportamento dos cachorros e a tendência irresponsável de alguns donos. Os cachorros que comem do lixo, que passeiam livremente pelas ruas e que comem com frequência as fezes de outros animais, são mais propensos a sofrer de quadros de gastrite. Os cães que comem erva com frequência também são propensos, principalmente pela presença de fertilizantes e pesticidas.

Diagnóstico:
O diagnóstico inicial faz-se com base no histórico clínico e nos sintomas que o cachorro apresenta. Além disso, o veterinário vai querer conhecer os hábitos alimentares do animal, se tira comida do lixo, se morde móveis e roupas, se teve acesso a lugares onde se guardam venenos ou medicamentos, como é a sua dieta normal e se tem outros doenças a serem tratadas. Também examinará fisicamente o cachorro, observando dentro da boca e apalpando o pescoço, o peito, a barriga e os flancos.

Para diagnosticar a gastrite canina pode ser necessária uma análise de sangue para ver se existem tóxicos ou patologias que não foram consideradas. Além disso, podem ser necessárias as radiografias e ecografias para ver se existe algum corpo estranho dentro do estômago. Quando se suspeita de uma gastrite crônica, o veterinário pode pedir uma biopsia de mucosa gástrica.

Tratamento para a gastrite canina:

O tratamento da gastrite canina costuma começar por retirar ao animal a comida durante um determinado período de tempo, que pode ir das 12 às 48 horas. Em alguns casos o veterinário pode recomendar também, limitar a quantidade de água sem a tirar por completo. Além disso, o veterinário recomendará uma dieta adequada que normalmente tem que se dar em rações pequenas e frequentes, até que a gastrite se tenha curado.

Quando for necessário, o veterinário irá receitar antibióticos, corticosteroides, antieméticos (para evitar os vômitos) ou outros medicamentos que considerar oportunos para cada caso. Se a gastrite for causada por um objeto estranho no estômago, a única solução costuma ser a cirurgia.
A maioria dos casos de gastrite em cachorros tem um bom prognóstico depois do tratamento. No entanto, as gastrites causadas por câncer e outras doenças sistêmicas podem ter um prognóstico menos favorável.

Prevenção da gastrite em cachorros:

Como acontece com a maioria das condições, o melhor tratamento é sempre a prevenção. E para prevenir a gastrite canina, no PeritoAnimal recomendamos que tenha em conta os seguintes conselhos:

*Evitar que o cachorro roube comida da lixeira.
*Não permitir que o cachorro saia sozinho e ande vagueando pelo bairro.
*Evitar que o cachorro tenha acesso a substâncias tóxicas e medicamentos.
*Não dar de comer em excesso.
*Não lhe dar de comer as sobras de comida (especialmente nas festas), para além da sua comida normal.
*Não lhe dar comidas que lhes provoquem alergias.
*Manter em dias as vacinas do filhote e do cachorro adulto.

Qualquer dúvida estarei a disposição! Grande abraço!

 

Veja abaixo como o Guia do Shih-Tzu pode te ajudar a ter um Shih-Tzu mais educado, saudável e feliz!

Não esqueça de seguir as nossas redes sociais abaixo ou se cadastrar no blog para receber mais dicas!

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s