Anúncios

A proteína é o composto orgânico mais abundante, lembrando que cães são totalmente carnívoros, a proteína é fundamental na alimentação do seu cachorro, sem proteína, não ocorre o transporte de nutrientes pelo sangue, não há produção de enzimas, inclusive as necessárias para a digestão, não há um funcionamento adequado do sistema imunológico.

Nem todo tipo de proteína é adequado aos carnívoros porque existem diferenças no perfil de amidoácidos de proteína animal e vegetal. As proteínas são compostas de aminoácidos. Enquanto de origem animal de alta qualidade como por exemplo os ovos, carne e peixes fornece proteína completa facilmente assimilada pelo organismo por cães e gatos.

A proteína vegetal como é o caso da soja e o milho, não fornece proteína completa e essencial, ela fornece apenas proteína incompleta e muito limitada.

As carnes contêm vitaminas, ácidos graxos (que garantem energia para as células) e minerais. Porém, não é qualquer carne que você pode usar na alimentação natural para cachorro.

Cortes gordurosos, como de pernil de porco, cordeiro, cupim e salmão devem ser evitados em cachorros com problemas de gastrite, pâncreas, fígado e de excesso de peso. Por outro lado, peito, coxa e sobrecoxa de frango, músculo, lagarto e coxão mole são bem-vindos, assim como sardinhas e ovos.

Qualquer carne que não seja muito gordurosa é aceitável.

Anúncios

Como preparar?

Não é recomendável lavar as carnes, salvo em caso de sujeira aparente. Lavar a carne leva partículas da superfície para dentro dela.

Cozinhe as carnes apenas moderadamente (ao ponto), deixando o miolo rosado, ou melhor ainda, deixe-as mal passadas. Carnes bem passadas são difíceis de digerir, menos nutritivas e podem formar compostos cancerígenos.

As carnes podem ser cozidas no vapor ou cozidas em panela com pouca água. Mas não frite usando óleo. Não é recomendável usar forno de micro-ondas nem panela de pressão. Ambos acarretam importante perda de nutrientes.

Se usar uma panela com água só para cozinhar a carne, aproveite a água para cozinhar depois os legumes nessa mesma água. É uma forma de incorporar os minerais, vitaminas e o cheiro e o gostinho da carne (que os cachorrinhos adoram!) nos vegetais.

Espero ter ajudado vocês a tirar suas dúvidas, lembre-se que no meu canal de Youtube você vai encontrar várias receitinhas de alimentação natural, entrevistas e dicas, não deixe de se inscrever. Fique ligadas que vem mais dicas sobre AN. Se você quiser saber sobre um tema em especial por favor fique a vontade em compartilhar comigo. Beijos!

Se você quer aprender a oferecer alimentação natural de forma correta e balanceada conforme o peso e idade do seu cachorro veja como o e-book de introdução a alimentação natural e 25 receitas para cães pode te ajudar, se só quer aprender receitas de petiscos e alguma refeições então o e-book 36 receitas naturais é o ideal para você!

Não esqueça de seguir as nossas redes sociais abaixo ou se cadastrar no blog para receber mais dicas!

Anúncios

Comparte esto:

Curtir isso:

Curtir Carregando...
%d blogueiros gostam disto: