Entrópio- Pálpebra virada para dentro. Causas, sintomas e diagnostico

Anúncios

Muitos tutores podem não saber o que é o Entrópio, embora seja uma doença muito comum em cães da raça Shih-tzu, pug etc… Em muitos casos, passa despercebida pelo tutor.

O Entrópio é uma má-formação, mas que pode também ser de origem adquirida, causando o reviramento da pálpebra para dentro e, com isso, causando sérias irritações que podem levar à graves doenças no olho do animal.

O Entrópio pode acometer a pálpebra superior ou a inferior de um olho ou de ambos os olhos. Todo animal pode ser atingido, contudo existem raças de cães que já têm predisposição ao aparecimento do Entrópio, como: Buldogue Inglês e Francês, Boxer, Shar-pei, Labrador Retriever, Chow Chow, Pug, Shih-Tzu e entre outras raças de cães.

As causas para o aparecimento de entrópio em cães têm vários fatores, porém na sua maioria é de origem genética. Existem duas principais causas a que se atribuem a presença do entrópio: as de origem congênita e as de origem adquirida.

Origem Congênita: São relacionadas, principalmente, às raças de cães que têm predisposição, como foi citado anteriormente. Animais braquicefálicos, ou também conhecidos como “Cara achatada” são mais acometidos, devido a existir mais tensão dos ligamentos do olho do animal, relacionados à sua anatomia facial.

Origem Adquirida: É relacionada principalmente em cães que têm problemas oculares, tais como:

– Conjuntivite crônica, corpo estranho dentro do olho, problemas córneos e graves traumatismos. É importante enfatizar, que a forma adquirida é bem mais rara comparada com a congênita.

Os sintomas, como dito no início do texto, são muitas vezes passados despercebidos pelos tutores por não chamar muita atenção, comparados com outras doenças. Um cão com Entrópio leva uma vida totalmente normal, como os cães sadios. Os principais sinais clínicos encontrados nos animais acometidos, são:

– Contrações palpebrais;

– A pálpebra superior ou inferior virada para dentro, em direção do olho;

– Olhos irritados;

– Lacrimejamento excessivo, levando ao aparecimento de Epífora;

– Em caso de sérias inflamações, o olho acometido apresenta inchaço com presença de pus.

O diagnóstico deve ser feito por um médico veterinário, já que os sinais clínicos vistos podem ser semelhantes à várias doenças oculares. O exame para o diagnóstico do Entrópio se baseia no exame clínico do profissional, porém o médico veterinário pode passar uma bateria de exames para que seja feita a cirurgia com segurança.

O tratamento, na maioria dos casos é feita através da intervenção cirúrgica. A cirurgia é muito simples, porém bastante delicada, sendo necessário um grande cuidado por parte do cirurgião para que a pálpebra fique no local correto anatomicamente. Caso o animal chegue a apresentar uma inflamação severa no olho, o profissional abre um protocolo medicamentoso para que a inflamação seja revertida, antes do procedimento cirúrgico.

A prevenção consiste, principalmente, na manutenção de toda a saúde ocular. É importante que qualquer anormalidade na região do olho, o tutor leve o pet imediatamente a uma clínica veterinária. O Entrópio tratado no início, não agredirá tanto o olho, gerando, conseqüentemente, um tratamento bem mais eficaz e com um prognóstico ótimo.

Médico veterinário Patrick Batista

 

Veja abaixo como o Guia do Shih-Tzu pode te ajudar a ter um Shih-Tzu mais educado, saudável e feliz!

Não esqueça de seguir as nossas redes sociais abaixo ou se cadastrar no blog para receber mais dicas!

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s